Conselhos de Dona Cacilda

Conselhos de Dona Cacilda, 92 anos:

1. Jogue fora todos os números não essenciais para sua sobrevivência.
Isso inclui idade, peso e altura. Deixe seu médico se preocupar com eles.

2. Frequente, de preferência, seus amigos alegres. Os "baixo-astrais" puxam você para baixo.

3. Continue aprendendo. Aprenda mais sobre computador, artesanato, jardinagem, qualquer coisa. Não deixe seu cérebro desocupado. 
Uma mente sem uso é a oficina do diabo. E o nome do diabo é Alzheimer.

4. Curta coisa simples.

5. Ria sempre, muito e alto. 

6. Lágrimas acontecem. Aguente, sofra e siga em frente. A única pessoa que acompanha você a vida toda é você mesmo. 
Esteja vivo enquanto você viver e seja uma boa companhia para si mesmo.

7. Esteja sempre rodeado daquilo de que você gosta: pode ser família, animais, lembranças, música, plantas, um hobby, o que for. 
Seu lar é o seu refúgio, sua mente seu paraíso.

8. Aproveite sua saúde. Se for boa, preserve-a. Se está instável, melhore-a da maneira mais simples: 
caminhe, sorria, beba água, ore, veja comédias, leia piadas ou histórias de aventuras, romances e comédias.

9. Não faça viagens de remorsos. 

10. Diga a quem você ama que você realmente o ama. Diga isso em todas as oportunidades: através do olhar, do toque, das palavras, das ações diárias e do carinho. 

“Nada neste mundo é eterno, mas tudo o que você faz precisa valer a pena!”